Fisioterapia para

Cervicobraquialgia (radiculopatia cervical, Nervo comprimido, Hérnia de disco)

A radiculopatia cervical é uma patologia causada por nervo comprimido no pescoço. O nervo cervical é comprimido devido a uma irritação que pode ter diversas causas. Quando o nervo se irrita, o paciente geralmente sente dores irradiadas para todo o braço. A cervicobraquialgia geralmente ocorre a partir de 30 anos em homens e mulheres. A dor pode também ser ocasionada por rigidez e compressões articulares e musculares. Muitas vezes, essa dor é confundida com bursite, tendinite, túnel do carpo e outras patologias do membro superior.

Perguntas frequentes

O que causa radiculopatia cervical?


Radiculopatia cervical ocorre quando o nervo é irritado ou comprimido (beliscado) quando ele está passando pelo braço. O nervo é muitas vezes irritado pela inflamação das articulações vizinhas ou do disco. O tamanho do túnel pode ser reduzido em altura como um fator de envelhecimento, mas isso por si só não comprimirá o nervo. A causa pode ser diversa e a inflamação resultante do nervo é frequentemente a causa da dor.

Quando um nervo é realmente comprimido, pode haver dor na região do pescoço e dos ombros, mas a pior dor geralmente é sentida no braço. Também é comum sentir sensações de alfinetes e agulhas nos dedos ou partes do braço. Pode haver alguma dormência no polegar ou em mais dois dedos, dependendo do nervo envolvido. Os músculos do braço ou da mão também podem ficar fracos. Os sintomas costumam ser muito graves e é difícil encontrar posições de alívio. Muitas vezes é difícil dormir. As vezes esses sintomas se confundem com patologias do ombro, cotovelo e mão.




Como sei se tenho cervicobraquialgial?


O sintoma mais comum é uma dor forte no braço. Mas pessoas com sintomas mais leves em determinadas articulações (ombro, punho e mão) pode ter sinais de compressão nervosa cervical. Muitas vezes a dor é em pontada e é diícil arranjar uma posição de alívio. O diagnóstico é feito a partir da consideração da natureza da dor e outros sintomas, bem como um exame do pescoço e exame neurológico, que envolve o teste de reflexos, força muscular e sensação no braço. Uma radiografia ou ressonância magnética pode ajudar a confirmar o diagnóstico clínico.




Como os métodos de tratamento usados ​​pelos fisioterapeutas podem ajudar a radiculopatia cervical?


Fase aguda

Na fase aguda (1 a 6 semanas), o tratamento é uma combinação de medicação para aliviar a dor do nervo prescrita pelo seu médico, fisioterapia suave e repouso. Os métodos de fisioterapia que se mostraram úteis para ajudar a aliviar a dor incluem descompressão da coluna, terapia manual suave e outras técnicas de tratamento.

Fase subaguda

Uma vez que a dor severa tenha diminuído, seu fisioterapeuta irá progredir o tratamento para incluir terapia manual para mobilizar gentilmente as articulações e os nervos do pescoço para diminuir ainda mais a dor residual. Exercícios suaves são adicionados para garantir que os nervos possam se mover normalmente com o movimento diário dos braços e para garantir o retorno do bom controle do pescoço pelos músculos do pescoço. Os exercícios progridem quando a dor atinge níveis mínimos para garantir o retorno da força muscular normal do pescoço e da cintura escapular.

Fase crônica

Algumas pessoas têm dor intermitente que persiste por várias semanas ou mesmo meses. Nesses casos, os métodos de fisioterapia, como a terapia manual para as articulações do pescoço e estruturas nervosas são muito eficazes. Um programa de exercícios abrangente é um aspecto importante do tratamento.

Normalmente, a fisioterapia é a primeira abordagem de tratamento, mas se a dor intensa não estiver diminuindo e os músculos se tornarem mais fracos, a cirurgia do pescoço pode ser considerada. Estudos que investigaram aqueles que fazem ou não cirurgia mostram que não há diferença no resultado final cerca de dois anos depois.




Quão eficazes são os métodos de tratamento usados ​​fisioterapeutas para radiculopatia cervical?


A radiculopatia cervical é uma condição muito desagradável e as curas rápidas são raras até inexistentes. Os métodos de tratamento conservador usados ​​pelos fisioterapeutas ajudam a aliviar progressivamente os sintomas da radiculopatia cervical. O tempo de recuperação é altamente variável e pode levar vários meses até que os sintomas desapareçam completamente. Algumas pessoas farão cirurgia se o nível de dor não for tolerável e as atividades forem severamente limitadas. No entanto, foi demonstrado que o resultado após um a dois anos é semelhante para quem faz e não tem cirurgia.




Quanto tempo até me sentir melhor?


O tempo para recuperação varia de semanas a meses. Para algumas pessoas, pode demorar até um ano ou dois para que todos os sintomas desaparecerem. Durante este período, é importante proporcionar ao pescoço mobilidade, exercícios terapêuticos e retorno gradual a atividade normal.





Você pode agendar sua fisioterapia agora

arrow&v
arrow&v
Escolha a unidade de atendimento

ENDEREÇOS

 

UNIDADE 1 - ANTÔNIO SALES

VEJA INFORMAÇÕES DOS SERVIÇOS

Avenida Antônio Sales, 681

Fortaleza - Ceará

HORÁRIO DE ATENDIMENTO

Segunda à Sexta      07:00 - 21:00

Sábado                      08:00 - 12:00

PROMOÇÕES

Sem promoções disponíveis

UNIDADE 2 - OLIVEIRA PAIVA

VEJA INFORMAÇÕES DOS SERVIÇOS

Avenida Oliveira Paiva, 1216

Fortaleza - Ceará

UNIDADE 3 - JOVITA FEITOSA

VJEA INFORMAÇÕES DOS SERVIÇOS

Avenida Jovita Feitosa, 2334

Fortaleza - Ceará

Fisio - Serviços de fisioterapia e saúde

Matriz - 

CNPJ 12.026.181/0001-04

Av. Antônio Sales, 681

Central de atendimento:

(85) 3246-1765

  • Instagram Clinica Fisio
  • you tube clinica fisio
  • Facebook B&W
  • Twitter B&W
  • Google+ B&W
Agendamento online fisioterapia