Dor boa e dor ruim

Título 1

young-woman-suffering-from-running-knee-
Captura de tela 2021-01-25 093723.jpg
1137141479-c-03-philips-bild-rueckenschm

Embora haja alguma verdade na expressão "sem dor, sem ganho", também há uma diferença entre "dor boa" e "dor ruim".
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Existem alguns indicadores-chave para determinar se você está passando para uma dor séria:
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
❌ A dor boa cansa, mas você segue em frente, sacrificando seu desempenho só para continuar o exercício. Dores ruim não deixarão você continuar o exercício. Ela é limitante.


❌ A dor vem de repente (às vezes com um estalo, estalo ou sensação de que algo não está certo) pode ser uma dor ruim. É melhor parar o que está fazendo!


❌ Dor localizada em uma área, ao invés de mais geral e espalhada. Isso pode indicar um "over use". Ajustar o movimento pode te fazer melhorar.

❌ Dor nas articulações. Você nunca deve sentir dor nas articulações após o treino ou um movimento, porque não há dores nas articulações "boas". Se você sente dores na articulação/junta, continue a leitura para enteder como podemos ajudá-lo(a)

Comunicado: essa leitura é OBRIGATÓRIA para pessoas com dores, artrose, artrite, dores nos ossos e articulações

Equipamento que emite fótons pode melhorar sua artrose e regenerar suas cartilagens 

O Antares é um equipamento microcontrolado pela terapia de fotobiomodulação e foi desenvolvido para a utilização em diferentes áreas da saúde e da estética. Ele possui possibilidade de operação com aplicadores únicos (probes) e aplicadores com grupos de laser e/ou LED (cluster), os quais oferecem uma nova dimensão da terapia por luz.

O tratamento com o Antares não é térmico, invasivo nem ablativo. A irradiação de fótons de baixa energia (fototerapia) é gerada por laser de baixa intensidade (LLLT) –, que significa, em inglês, “Low Level Laser Therapy” –, ou por LEDT (Light Emmitting Diode Therapy), os quais podem modular vários processos biológicos. Esse fenômeno é denominado fotobiomodulação.

Equipamento Antares

Desenvolvido para regenerar celulas. Estudos demonstramque a fotobiomodulação estimula a liberação de fatores de crescimento, tais como: o VEGF, FGF- e KGF, todos relacionados em processos de reparo e regeneração tecidual.

Segundo as estatísticas da OMS, as dores nas articulações são uma das queixas mais frequentes que levam as pessoas a consultar um profissional de saúde. Até 95% da população experimenta essas dores pelo menos uma vez na vida. Ao mesmo tempo, 6-10% perdem constantemente a capacidade de trabalhar devido ao desenvolvimento de doenças do sistema muscular esquelético.

A causa mais comum dessas dores são lesões ou doenças degenerativas.

O espectro de doenças é muito amplo, mas todas elas têm uma característica comum, e é necessário iniciar o tratamento o mais rápido possível, caso contrário, haverá uma alta probabilidade de ser permanentemente incapacitado. Deve-se notar que, se antes a maioria dos pacientes eram senis e idosos, há agora um aumento acentuado na população mais jovem.

 

Neste momento, estamos falando em geral sobre doenças do sistema muscular esquelético. Existe uma grande variedade de doenças causadas por muitos fatores diferentes. Um fator importante é que a maioria das pessoas leva um estilo de vida sedentário e as visitas à academia, corrida e outras atividades físicas não são do nosso interesse geral. 

Estudos mostram que o nosso corpo e nossas estruturas são capazes de se recuperar completamente. Então elas podem e devem ser tratadas.

O principal problema por trás dessas doenças é o desgaste das articulações. As articulações suportam constantemente uma grande carga, de modo que os tecidos cartilaginosos perdem sua elasticidade e se tornam finos ou inexistentes. A partir daqui, começam as rachaduras e dores e deformações ósseas (osteoartrite). Por isso que o tratamento deve ser completo, inicando com o fator anti-inflamatório e finalizando com o reforço muscular voltado para o problema. 

Já na idade de 60 anos, a maior parte da cartilagem é reduzida para 45-50% do que costumava ser. 

 

Como você pode restaurar o que não existe mais? A articulação pode ser reconstruída? A resposta é sim, você pode!

"...Ele foi desenvolvido para ajudar a recuperar os ligamentos, articulações e cartilagens..."

ATENÇÃO! Nosso tratamento não apenas elimina a dor, mas também impulsiona a regeneração do líquido sinovial, que é o que os condroprotetores normalmente deveriam fazer. Como resultado, a camada cartilaginosa torna-se mais larga e elástica, portanto, a articulação cicatriza e a dor e a rigidez desaparecem.

"Nosso corpo tem uma capacidade única de se regenerar. Observe a rapidez com que um corte cura a pele e, da mesma forma, também é possível restaurar qualquer tecido dentro do corpo. A questão é sobre velocidade e o processo: um órgão pode se restaurar, enquanto outros precisam de ajuda. A biofotomudulação, estimula a proliferação e a síntese de proteínas relacionadas com a maturação das células. Ele foi desenvolvido para ajudar a recuperar os ligamentos, articulações e cartilagens."

Perguntas comuns:

 

Por que meu médico não recomendou esse tratamento?

Infelizmente, nem todos os médicos conhecem esse tratamento. Você pode encontrar inúmeras informações na internet sobre a Terapia de Led para articulações (LED THERAPY FOR JOINTS). Os resultados clínicos são muito bons e você precisa sentir os efeitos. 

Quem irá me atender?

Fisioterapeutas clínicos registrados pelo Conselho Regional de Fisioterapia - CREFITO 6

Como é o Tratamento?

Ele dura em torno de 50 minutos. Você receberá a sessão de LED e também técnicas avançadas de mobilização articulação e um programa para você recuperar a função da articulação. 

Como faço para iniciar o tratamento?

Entre em contato abaixo com a nossa central de atendimento através do telefone e/ou whatsapp abaixo: