Torcicolo Congênito em crianças - Tratamento em Fortaleza


O famoso Torcicolo vem de duas palavras latinas, "Tor" e "Collum", que juntas significam "pescoço torcido". Uma criança com torcicolo apresenta visivelmente sua cabeça inclinada para um lado, com o queixo virado para a outra direção.

Tecnicamente falando, a torcicolo causada em crianças é devido a uma contratura flexão lateral da musculatura da coluna cervical , especificamente o músculo esternocleidomastóideo (ECOM). Principal função do ECOM é para girar a cabeça para o lado oposto e flexionar o pescoço. Ao agir em conjunto os dois esternocléidos fazem uma flexão de pescoço. Quando o musculo age sozinho, ocorre o giro da cabeça para o lado oposto.

Em geral, torcicolo é classificada como congênita (presente no nascimento) ou adquirida (geralmente ocorrem mais tarde na infância ou adolescência). O torcicolo também pode ser causado, embora seja raro, por deformidades ósseas da coluna vertebral, problemas de visão ou desequilíbrios neurológicos. A causa mais comum é muscular e geralmente é associado a pouco espaço dentro do útero da mãe.

Causas da torcicolo congênito por contratura muscular incluem: posicionamento anormal ou falta de espaço no útero, gestações múltiplas (gêmeos) , trauma no parto...

Sinais e sintomas

  • Cabeça com inclinação para o lado do músculo contraturado com o queixo voltado para o lado oposto.

  • Pequena tensão palpável ao longo do músculo ECOM no lado encurtado.

  • Limitações na amplitude de movimento e dificuldades em virar a cabeça para o lado oposto ao da contratura

  • O bebê fica olhando para baixo/cima

  • Na amamentação a criança com torcicolo congênito tem dificuldades para se alimentar de um dos lados - ou parece preferir apenas um peito.

  • Ele rola para uma única direção.

  • Demonstra dor, sofrimento ou proteção para quando são feitas tentativas para virar a cabeça para o lado oposto.

  • Apresenta falta de resposta visuais, auditivos e / ou estímulo de toque do lado aposto ao envolvido.

Muitas vezes, esses sinais podem passar despercebidos durante semans ou meses de idades. Isso por que essas alterações são mais visíveis quando a criança adquire mais controle de cabeça e a própria família percebe uma forte preferência no olhar e os movimentos sempre para um lado e para baixo.

Uma vez que se percebe é preciso agir com rapidez no tratamento de fisioterapia. Esse cuidado deve ser realizado por fisioterapeuta especialista em tratamento de torcicolo congênito e em geral, quando o tratamento é realizado no início, as crianças respondem muito bem a intervenção do fisioterapeuta.