O que é e como tratar torcicolo congênito?


O torcicolo congênito é uma patologia na qual a cabeça de uma criança é inclinada e rodada para um dos lados. Geralmente é causada por uma rigidez dos músculos do pescoço e causa uma deformidade na face e no crânio.

O torcicolo limita a capacidade de uma criança virar a cabeça para ver, ouvir e interagir livremente com o ambiente. Por causa disso, o torcicolo pode levar a atrasos no desenvolvimento cognitivo, atraso na consciência corporal, fraqueza e dificuldades com o equilíbrio. Como o componente neurológico é o que direciona o desenvolvimento infantil, as crianças com torcicolo podem compensar o posicionamento da cabeça e progredir de forma assimétrica em seus estágios de desenvolvimento. Essa assimetria pode causar desalinhamento da coluna e distribuição desigual do peso sobre as pernas, levando ao desenvolvimento de problemas ortopédicos e motores.

O torcicolo também está associado a um achatamento da parte de trás da cabeça, conhecido como plagiocefalia. Quando a criança mantém a cabeça virada para o mesmo lado, a pressão constante na parte de trás da cabeça leva ao achatamento acompanhado por uma protuberância naquele lado da testa.

Muitas vezes, a percepção da rigidez e da "tendência" de virar para um dos lados vem dos familiares. É preciso demonstrar ao pediatra e se o tratamento for necessário, um encaminhamento deve ser feito para fisioterapia. Um fisioterapeuta deve avaliar individualmente as necessidades de cada criança e fornecer tratamento, exercícios em casa e sugestões de posicionamento.

Independentemente da idade do paciente, a fisioterapia é o tratamento