Guia de fisioterapia para ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA) | Especialistas em Fortaleza

Uma ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA) é uma lesão no joelho que comumente afeta atletas, como jogadores de futebol, basquete, volei e atletas de luta. Os não atletas também podem sofrer uma ruptura do LCA devido a ferimentos ou acidentes. Estima-se que aproximadamente 200.000 lesões LCA são diagnosticados no Brasil a cada ano. Estima-se também que haja 100.000 reconstruções do LCA realizadas por ano no Brasil. Aproximadamente 70% das rupturas do LCA em esportes são o resultado de lesões sem contato e 30% são o resultado de contato direto (jogador a jogador, jogador contra um objeto). As mulheres têm maior probabilidade do que os homens de sofrer uma ruptura do LCA. Os fisioterapeutas são treinados para ajudar os indivíduos com rupturas do LCA a reduzir a dor e o inchaço, recuperar a força e o movimento e retornar às atividades desejadas.


O que é uma lesão de LCA?

O LCA é uma das principais estruturas que conecta o osso da coxa (fêmur) à tíbia (tíbia) na articulação do joelho. Pode lesionar se você:


Torcer o joelho enquanto mantém o pé plantado no chão.

Para repentinamente enquanto corre.

De repente, mude seu peso de uma perna para a outra.

Pule e aterrisse em um joelho estendido (esticado).

Alongue o joelho mais longe do que sua amplitude normal de movimento.

Sofra um traumatismo direto no joelho.

Como é a sensação?

Quando você lesiona o LCA, pode sentir uma dor aguda e intensa ou ouvir um "estalo" alto. Você pode não conseguir andar sobre a perna machucada porque não consegue suportar seu peso através da articulação do joelho. Normalmente, o joelho incha imediatamente (em alguns minutos a algumas horas), e você pode sentir que seu joelho "cede" ao caminhar ou colocar peso sobre ele.


Como é diagnosticado?

Imediatamente após uma lesão, você pode ser examinado por um fisioterapeuta, treinador esportivo ou cirurgião ortopédico. Se você consultar seu fisioterapeuta primeiro, ele fará uma avaliação completa que inclui a revisão de seu histórico de saúde. Seu fisioterapeuta perguntará:


O que você estava fazendo quando o ferimento ocorreu.

Se você sentiu dor ou ouviu um "estalo" quando ocorreu a lesão.

Se você teve inchaço ao redor do joelho nas primeiras 2 a 3 horas após a lesão.

Se você sentiu seu joelho dobrar ou ceder ao tentar se levantar de uma cadeira, subir ou descer escadas ou quando muda de direção enquanto caminha.

Seu fisioterapeuta pode realizar testes “práticos” suaves para determinar a probabilidade de você ter uma ruptura do LCA e pode usar testes adicionais para avaliar possíveis danos a outras partes do joelho.


Um cirurgião ortopédico pode solicitar outros exames, incluindo ressonância magnética, para confirmar o diagnóstico e descartar outros possíveis danos ao joelho.


Cirurgia

A maioria das pessoas que sofre de uma ruptura do LCA será submetida a uma cirurgia para reparar a ruptura; no entanto, algumas pessoas podem evitar a cirurgia modificando sua atividade física para aliviar o estresse no joelho. Um grupo selecionado pode realmente retornar à atividade física vigorosa após a reabilitação, sem ter que passar por uma cirurgia.


Seu fisioterapeuta, junto com seu cirurgião, pode ajudá-lo a determinar se o tratamento não operatório (reabilitação sem cirurgia) é uma opção razoável para você. Se você decidir fazer a cirurgia, seu fisioterapeuta o ajudará a se preparar para a cirurgia e a recuperar a força e os movimentos após a cirurgia.

Como um fisioterapeuta pode ajudar?

Depois que uma ruptura do LCA for diagnosticada, você trabalhará com seu cirurgião e fisioterapeuta para decidir se deve fazer a cirurgia ou se pode se recuperar sem cirurgia. Se você não fizer uma cirurgia, seu fisioterapeuta trabalhará com você para restaurar sua força muscular, agilidade e equilíbrio, para que você possa retornar às suas atividades normais. Seu fisioterapeuta pode lhe ensinar maneiras de modificar sua atividade física para colocar menos estresse no joelho. Se você decidir fazer uma cirurgia, seu fisioterapeuta pode ajudá-lo antes e depois do procedimento.


Tratamento sem cirurgia

Várias pesquisas estão sendo desenvolvidas sobre o tratamento conservador do LCA. Tem se considerado um grupo de pessoas que não sentem o joelho ceder após a lesão. Não há instabilidade. Se você se enquadrar nessa categoria, com base nos testes específicos que seu fisioterapeuta realizará, ele elaborará um programa de tratamento fisioterapêutico individualizado para você. Pode incluir tratamentos como estimulação elétrica suave aplicada ao músculo quadríceps, fortalecimento muscular e treinamento de equilíbrio.


Tratamento antes da cirurgia


Se o seu cirurgião ortopédico determinar que a cirurgia é necessária, o seu fisioterapeuta poderá trabalhar com você antes e depois da cirurgia. Alguns cirurgiões encaminham seus pacientes a um fisioterapeuta para um breve tratamento antes da cirurgia. Seu fisioterapeuta o ajudará a diminuir o inchaço, aumentar a amplitude de movimento do joelho e fortalecer os músculos da coxa (quadríceps).


Tratamento após a cirurgia


Seu cirurgião ortopédico fornecerá instruções pós-cirúrgicas ao seu fisioterapeuta, que elaborará um programa de tratamento individualizado com base em suas necessidades e objetivos específicos. Seu programa de tratamento pode incluir:


Dicas de suporte . Após a cirurgia, você usará muletas para andar. A quantidade de peso que você pode colocar em sua perna e por quanto tempo você usa as muletas dependerá do tipo de cirurgia reconstrutiva que você fez. Seu fisioterapeuta elaborará um programa de tratamento para atender às suas necessidades e gentilmente guiá-lo para o apoio total do peso.


Gelo e compressas. Imediatamente após a cirurgia, o fisioterapeuta controlará o inchaço com uma aplicação fria, como uma manga de gelo, que se ajusta ao joelho e o comprime.


Preparando. Alguns cirurgiões colocam uma tala para limitar o movimento do joelho (amplitude de movimento) após a cirurgia. Seu fisioterapeuta ajustará o equipamento e o ensinará como usá-lo com segurança.

Exercícios de movimento. Durante a primeira semana após a cirurgia, seu fisioterapeuta o ajudará a começar a recuperar o movimento na área do joelho e lhe ensinará exercícios suaves que você pode fazer em casa. O foco será recuperar o movimento total do joelho. Os primeiros exercícios ajudam a aumentar o fluxo sanguíneo, o que também ajuda a reduzir o inchaço.


Estimulação elétrica. Seu fisioterapeuta pode usar estimulação elétrica para ajudar a restaurar a força muscular da coxa e ajudá-lo a atingir os últimos graus de movimento do joelho.


Exercícios de fortalecimento. Nas primeiras 4 semanas após a cirurgia, seu fisioterapeuta o ajudará a aumentar sua capacidade de colocar peso no joelho, usando uma combinação de exercícios com e sem peso. Os exercícios se concentrarão nos músculos da coxa (quadríceps e isquiotibiais) e podem ser limitados a uma amplitude de movimento específica para proteger o novo LCA. Durante as semanas subsequentes, seu fisioterapeuta pode aumentar a intensidade de seus exercícios e adicionar exercícios de equilíbrio ao seu programa.


Exercícios de equilíbrio. Seu fisioterapeuta irá guiá-lo através de exercícios em superfícies variadas para ajudar a restaurar seu equilíbrio. Inicialmente, os exercícios o ajudarão a transferir suavemente seu peso para a perna da cirurgia. Essas atividades progredirão para ficar em pé na perna da cirurgia, enquanto em superfícies firmes e instáveis ​​para desafiar o seu equilíbrio.


Retorno ao esporte ou às atividades. À medida que os atletas recuperam a força e o equilíbrio, eles podem começar a correr, pular, pular e outros exercícios específicos para seu esporte individual. Esta fase varia muito de pessoa para pessoa. Os fisioterapeutas elaboram programas de tratamento de retorno ao esporte para atender às necessidades e objetivos individuais.


O programa não deve durar menos de 6 semanas.

Embora a maioria dos estudos de exercícios tenha sido conduzida com atletas do sexo feminino, as descobertas podem beneficiar também os atletas do sexo masculino.


Que tipo de fisioterapeuta eu preciso?

Embora todos os fisioterapeutas sejam preparados por meio de educação e experiência para tratar uma variedade de doenças ou lesões, você pode querer considerar:


Um fisioterapeuta com experiência no tratamento de pessoas com problemas ortopédicos (musculoesqueléticos).


Nossos profissionais tem formações avançadas para ajudá-lo a se recuperar de forma cirurgica ou não cirúrgica de problemas no joelho. Se precisar de ajuda, entre em contato conosco.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo