Os dez mitos da dor nas costas

Pensando na explanação sobre as principais dúvidas dos pacientes, escrevemos este “post” para tentar destrinchar os dez mitos dos pacientes que sentem dores na coluna.

1. Tenho dor nas costas, então eu devo ficar na cama e descansar. Na fase aguda de uma lesão nas costas, descansar pode fazer muito bem para controlar a dor e o espasmo muscular evitando assim, machucar ainda mais a coluna. No entanto, a fase aguda dura apenas alguns dias. A longo prazo a atividade física direcionada é indicada para acelerar a cicatrização dos tecidos, prevenir novas lesões fortalecendo os músculos , equilibrar a força de grupos musculares opostos e aumentar a flexibilidade. 2. Não á nada que eu possa fazer contra a dor. Eu só tenho que aprender a viver com ela. Cada caso de dor nas costas exige soluções individuais. No entanto, há um número enorme de recursos conservadores (sem cirurgia) disponíveis para o paciente se ver livre das dores. Se a dor é debilitante e / ou interfere com suas atividades diárias , é necessário que você busque soluções profissionais mais rápido possível. Quanto mais cedo o tratamento é realizado, mais cedo a cura virá.  A dor suga muito as suas energias, é estressante e tem efeitos negativos na auto-estima portanto é necessário que se busque tratamento o rápido possível. 3. Disseram que minha dor vem da minha cabeça (dor psicológica). Toda a dor é real , mesmo que uma causa física não possa ser encontrada. Isto é assim porque a dor nada mais é um aviso que algo não está tão bem. Para aqueles que têm dor crônica , o tratamento com especialistas em dor, atividade física personalizada e um plano de tratamento individualizado, poderá solucionar o problema em poucos meses. 4. Vou precisar de ir a um fisioterapeuta toda semana para controlar a dor. Durante as fases iniciais de tratamento, o seu fisioterapeuta, provavelmente, irá programar para realizar tratamento de 1 a 5 x por semana. Com o progresso nos sintomas, o número de tratamentos necessários para extinguir os sintomas vão decrescendo ao longo do tempo.  Se você conseguir seguir as orientações de forma precisa e disciplinada, teremos a certeza de um resultado rápido e preciso. Uma vez que sua condição se estabilizou, você só precisa ver o fisioterapeuta uma vez a cada 2 ou 3 meses somente para um check-up do seu quadro.