Protocolo de reabilitação para reparo do manguito rotador | Fisioterapia após a cirurgia | Fortaleza

A equipe da Clínica Fisio recupera o manguito rotador há mais de vinte anos e tem aprimorado progressivamente as técnicas.


É importante salientar que o nosso tratamento inclui técnicas não cirúrgicas e pré/pós cirurgicas.


A lógica por trás do alongamento e fortalecimento do manguito rotador inflamado para acelerar a cicatrização e o desempenho funcional é a seguinte: O tecido inflamado é caracterizado pelo aumento de fluido entre as células, aumento do número de novos vasos sanguíneos e células do tipo inflamatório. Como resultado dessa reação inflamatória, um novo tecido de colágeno é depositado pelo corpo em um esforço para curar o tecido lesado. Se o ombro for imobilizado durante este tempo, o novo colágeno é depositado de forma desorganizada, criando uma cicatriz. O objetivo do alongamento suave, do fortalecimento e da medicação antiinflamatória é estimular as células a depositar o colágeno ao longo das linhas de estresse, formando tendões fortes e normais. A combinação de um bom aquecimento, alongamento suave, fortalecimento abaixo dos limites da dor é ideal antes ou após a cirugia.


Resumindo o parágrafo anterior: Não imobilize de forma absoluta.


Detalhes sobre alongamento e fortalecimento

O alongamento dos músculos do manguito rotador do ombro é facilmente realizado tanto como tratamento para a inflamação quanto como aquecimento antes da atividade. Alongamentos específicos são direcionados à atividade que a pessoa deseja retornar. Muitos alongamentos de ombro estão disponíveis e a maioria é útil, desde que a dor aguda seja evitada.


O fortalecimento dos músculos do manguito rotador do ombro é melhor realizado isolando cada grupo de músculos e treinando seletivamente esses músculos.


Protocolo de reabilitação pós-operatória do manguito rotador


Considerações gerais:

Este protocolo é apenas uma orientação; a progressão real será baseada na apresentação clínica.

A amplitude de movimento passiva precoce da articulação glenoumeral para prevenir aderências capsulares é essencial.

* Essa amplitude inicial de movimento é feita de uma maneira que encurta o músculo envolvido: isto é, para o supraespinhal - evite a adução além da linha média e da rotação externa.

NÃO eleve o braço operado acima de 70 graus em nenhum plano nas primeiras 4 semanas pós-operatórias.

NÃO levante nenhum objeto com mais de 3 kg com o braço operado nas primeiras 6 semanas.

EVITE rotação externa / interna EXCESSIVOS nas primeiras 6 semanas.

Gelo no Ombro de 3-5 vezes (15 minutos de cada vez) por dia para controlar o inchaço e a inflamação.

Uma tipóia de ombro com almofada de abdução é usada por 4 semanas após a cirurgia. O uso da tipoia durante o sono é opcional, dependendo do conforto.

Mantenha sempre uma boa postura ereta da cintura escapular, especialmente durante o uso da tipoia.

Visite o seu cirurgião no dia 2, dia 14, dia 30, dia 90 e 1 ano após o procedimento.


Semanas 0 - 2

Vá num posto de enfermagem no dia 2 para troca de curativo.


Manual:

Mobilização de tecidos moles para os tecidos circundantes, drenagem para edema;

Movimento ao máximo de amplitude de forma suave com a ajuda do outro braço

Exercício (3x por dia):

exercícios de pêndulo,

aperta a bola no tronco,

treino de tríceps e bíceps com elástico,

alongamento do pescoço para maior conforto.

* É importante sair da tipoia com frequência para dobrar e esticar o cotovelo por 10-15 repetições de cada vez para minimizar o inchaço do braço e da mão.


Metas:


Diminuir a dor e o edema.

Amplitude passiva de flexão / escápula do ombro de 0-60 graus.

Amplitude ativa de flexão e extensão de cotovelo de movimento.

Uso de tipoia por 4 semanas.



Semanas 2 - 4

Consulta da enfermeira no dia 15 para a remoção dos pontos.


Manual:


Tratamentos de tecidos moles para musculatura associada do ombro e pescoço para maior conforto. R.P.G, Osteopatia, Quiropraxia poderá te fazer bem.


Exercício:

Continue com o anterior.

Metas:


Diminuir a dor e o edema.

Amplitude de movimento passivo de flexão / escapulação do ombro 0-70 graus, rotação externa de 30 graus.

Uso de tipoia por 4 semanas.


Semanas 4 - 8

A visita ao médico no dia 30 e geralmente progredirá para aumentar a amplitude de movimento.


Manual:


Continue a mobilização dos tecidos moles, amplitude de movimento passiva, mobilizações suaves.

Exercício:


Na semana 4:


iniciar a amplitude média de movimento do manguito rotador rotações externas e internas ativas e exercícios de resistência leve (até 75% da amplitude de movimento conforme os sintomas do paciente permitirem) sem elevação do ombro e evitando a amplitude extrema do movimento final.


Metas:


Amplitude de movimento passiva total do ombro em todos os planos - flexão, abdução, rotação externa e rotação interna

Amplitude de movimento ativa completa na 12ª semana.

Sem levantamento suspenso.

Semanas 12 e além

Inicie um programa mais agressivo do manguito rotador conforme tolerado.

Comece exercícios de resistência progressiva com pesos conforme tolerado.

Continue a buscar a amplitude de movimento total do ombro em todos os planos.

Aumente a intensidade do treinamento de força e funcional para retorno gradual às atividades e esportes.

O retorno a esportes específicos é determinado pelo fisioterapeuta por meio de testes funcionais específicos para o esporte alvo.

Metas:


Aumente a força / resistência.

Amplitude de movimento total.

Inicie o retorno lento ao treinamento esportivo.

NOTA: Todas as progressões são aproximações e devem ser usadas apenas como uma diretriz. A progressão será baseada na apresentação individual do paciente, que é avaliada ao longo do processo de tratamento.

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo